Home / Conteúdo / Email publicado e o spammer.

Email publicado e o spammer.
22/12/2008 - 15:39
Por Ricardo Cabianca

Recebi agora uma pergunta muito interessante da Fernanda, que usou o formulário “Tire sua dúvida sobre email marketing” aqui ao lado.

“tenho uma dúvida a respeito de email marketing e spam. o envio de mensagens para os email que as empresas disponibilizam nos seus próprios sites é considerado spam? Obrigada”

Fernanda, obrigado pelo seu contato e pela pergunta.

Veja, a característica marcante de um SPAM é o envio de email comercial sem relevância e autorização da pessoa que recebe. Todos fazem uma comparação errada aos envios de mala-direta impressa, como se fosse a mesma estratégia, e não é.

O email marketing de verdade, aquele que funciona e dá resultados, precisa ser encarado como uma ação de relacionamento, troca de informações entre uma empresa e seu público. Devemos encarar o email como um contato pessoal e “entregar” efetivamente o que a pessoa do outro lado quer receber, e principalmente, precisa ter acesso.

Quanto a sua pergunta, se uma empresa disponibiliza seu endereço de email em seu próprio site, como forma de “contato” ou “fale conosco”, ela esta abrindo a porta para receber informações diversas.

Não vejo nenhum problema em usar este email para, talvez, encaminhar alguma proposta de negócio para a tal empresa. É claro que se usar este email e colocá-lo em uma lista que receberá toda e qualquer informação, sem a preocupação com a relevância,  o remetente será reconhecido como spammer.

E neste caso, se quem enviou for uma empresa que tem perspectivas de gerar negócios com o destinatário, creio que isso pode causar algum problema.

Está mais do que provado que a prática de envio de email em massa, sem preocupações básicas tais como relevância, autorização, volume de contato, etc, é para ser considerado “meio marketing“.

Fonte: BNS Email Marketing

WB4B/C’ | Negócios Online - Av. Vicente Machado, 115 - Cj 1 - Centro - Curitiba - PR - (41) 3029.5624